Capão do Cipó

Raízes revolucionárias

Até o início do século XVII o município de Capão do Cipó era habitado pelos índios Guaranis. Possui forte identidade riograndense, a partir de uma missigenação do índio, negro e imigrantes europeus. É marcante a influência cultural deixada pelos espanhóis devido a proximidade da fronteira com os países latinos. O município faz fronteira com o Patrimônio da Humanidade, São Miguel das Missões.

No ano de 1885 foi instalado em Santiago um conselho de jurados. Conta-se que nessa época, foi enviado para proceder diligências, um serventuário. Tendo o mesmo, escolhido para descanso um local onde havia muitas árvores e das quais despendiam grandes quantidades de cipós. Ao fazer seu relatório de viagem, denominou, em suas anotações, o local como, “Capão do Cipó”. A correspondência chegando ao destino popularizou o nome e deu origem a localidade de Capão do Cipó.

Fato curioso é que em Capão do Cipó registram-se a instalação de quatro assentamentos e também, ser município da localidade do Capão da Batalha, local onde em uma emboscada tombou o general revolucionário Gumercindo Saraiva.

Manhã

O passeio em Capão de Cipó inicia na antiga Igrejinha e Igreja de Capão do Cipó. A Igreja guarda algumas estatuárias encontradas na região e na parte externa, do outro lado da rua, você vai se deparar com a antiga Igrejinha, hoje em ruínas. Siga o passeio da parte da manhã até a prainha de Capão do Cipó, onde você vai encontrar uma queda de água bela e improvável em meio da vegetação nativa, um verdadeiro cenário de filme. O almoço é servido no centro da cidade.

Tarde

A tarde reserva uma grande aventura: chegar até o Capão da Batalha, local onde tombou o general revolucionário Gumercindo Saraiva. O monumento em homenagem aos 100 anos de falecimento do general é de especial beleza e sugere a união das duas nações: Brasil e Uruguai. Faça uma caminhada no bosque para conhecer o lendário local da emboscada que matou o general. Seguindo o passeio, siga alguns quilômetros até a Cerca de Pedra, já no município de Bossoroca. Uma obra magnífica, uma cerca de pedra que parece interminável dividindo as coxilhas.