São Miguel das Missões

Patrimônio da Humanidade

São Miguel das Missões é o mais importante remanescente da civilização jesuítica guarani dos Sete Povos das Missões e um dos conjuntos arqueológicos mais importantes do Brasil. Foi fundada em 1632 pelos Padres Jesuítas Pablo Benevidez e Cristóvão de Mendoza e sua instalação definitiva se dá em 1687, quando iniciou-se um período de grande desenvolvimento e transculturação entre os índios e os europeus. Como os objetivos primordiais da Companhia de Jesus eram a doutrina e a catequese, a vida comunitária se desenvolvia em torno deste primado. A administração política mantinha a legitimidade dos caciques e introduzia paralelamente a força da Igreja. Esta dominação sem o uso da escravatura, é um fenômeno raro na história. Este processo foi detido a partir dos tratados que Espanha e Portugal vinham estabelecendo entre si, o que levou às Guerras Guaraníticas e por fim a expulsão dos Jesuítas em 1768.

A vila de São Miguel surgiu em 1926, quando foi efetuado um loteamento urbano em torno dos remanescentes do antigo povo jesuitico-guarani. Em 29 de abril de 1988, São Miguel emancipa-se de Santo Ângelo, tornando-se Município! São Miguel é destino reconhecido internacionalmente e os remanescentes do Sítio Histórico são símbolo reconhecido por todos os gaúchos!

Manhã

Comece o dia com a visita à Fonte Missioneira, local onde você pode buscar água para o seu dia como os índios o faziam. Siga o passeio para o Sítio Histórico São Miguel Arcanjo. O Patrimônio da Humanidade dispensa apresentações e o passeio vai lhe ocupar até o final da manhã. O Museu e as estatuárias barrocas e o audio-guia especialmente desenvolvido para complementar a experiência. Se sobrar algum tempo visite o Manancial Missioneiro, espaço que conta muitas histórias e realiza o “Ritual da Erva Mate” para os mais espirituais.

Tarde

A tarde você é convidado a conhecer Jaz, o Anti-monumento que anti homenageia os bandeirantes. Siga o passeio até Mato Grande, comunidade do interior de São Miguel, para conhecer o Borraio e o Museu do Colono. No Borraio você vai entrar em contato com a história colonial italiana desta região e apreciar de um bom chimarrão.